Minerthal

Animais do 9° Leilão de Touros Jovens Embrapa têm média de R$ 8 mil, 54% superior à edição de 2008

O 9° Leilão de Touros Jovens Embrapa / AGCZ foi realizado no dia 12 de setembro, em Santo Antônio de Goiás (GO), com a comercialização de 47 animais da raça Nelore (padrão e mocho), provenientes de 27 criatórios, com idades entre 22 e 25 meses.

Os animais selecionados para o leilão participaram do 11º Teste de Desempenho de Touros Jovens (TDTJ) da Embrapa Arroz e Feijão/Cerrados, que fazem parte do Programa de Integração Lavoura Pecuária (PILP), desenvolvido desde 1997. A avaliação do desempenho animal em sistemas integrados de culturais anuais e pastagem é feita em Prova de Ganho de Peso e Teste de Desempenho, cuja edição foi realizada de junho de 2008 a março de 2009. Eles foram selecionados em sistema de produção a pasto e se destacaram pelo desempenho individual em características morfológicas, de crescimento, carcaça e fertilidade.

A grande novidade da edição deste ano é que os animais do Teste de Desempenho receberam uma suplementação mineral especialmente indicada pastagens integradas com agricultura. Esse projeto é fruto de uma parceria da Embrapa com a Minerthal, uma das mais antigas fabricantes de suplementos minerais para pecuária de corte e leite, que fornece a suplementação específica para esses animais que estão em pastagens integradas com lavouras e monitora seus desempenhos zootécnicos.

O resultado do leilão deste ano superou todas as expectativas, pois os animais foram comercializados a uma média de preço de R$ 8.008,00, valor 54% superior em relação à edição do ano passado. “É um resultado excepcional, especialmente considerando que este é um ano de crise, com perspectivas negativas do mercado. Isso mostra que o teste de desempenho está ganhando cada vez mais reconhecimento e também que o programa de nutrição que estamos desenvolvendo com a Embrapa vem apresentando resultados visíveis em ganho de peso para os animais”, afirma o responsável técnico da Minerthal, Fernando Schalch Junior.

Se o resultado do leilão for avaliado pela relação de troca em arroba de boi gordo, os preços médios dos animais do leilão de 2008 equivaleram a 59@ e este ano a relação foi de 117@.

“O principal fator que influenciou no preço pago aos animais foi a classificação em ELITE (R$ 9.850,000) ou SUPERIOR (R$ 6.605,80). No entanto, juntamente com esse dado, conclui-se que o fator peso também foi importante, uma vez que a média de peso dos animais ELITE foi de 574,167 kg e a média dos animais SUPERIORES foi de 545,486 kg. O trabalho de suplementação de precisão que foi proposto para os animais atingiu os objetivos e metas pré-estabelecidas pela equipe técnica da Embrapa e da Minerthal”, explica o consultor técnico da Minerthal, Augusto Amaral Rocha.
Para fazer a suplementação estratégica de preparação dos animais para o leilão, foram divididos dois lotes. O peso inicial dos animais era de 468,300 kg (LOTE 1) e os animais do lote 2 com o peso médio de 473,815 kg. Ao final do trabalho, foi realizada a pesagem dos animais e as médias foram as seguintes: LOTE 1 (552,330 kg); LOTE 2 (553,185 kg). “Isso deixa claro que conseguimos atingir o objetivo de padronizar os animais quanto ao peso médio, uma vez que o fator peso é de grande importância para a escolha e valorização dos animais”, completa Augusto.

Ao realizar um comparativo com o leilão do ano anterior, é possível chegar a uma conclusão. Em 2008 os 10 animais com maiores valores agregados tiveram uma média de R$ 9.712,00 e os 10 animais menos valorizados tiveram uma média de R$ 3.120,00. Já em 2009 o preço médio entre 10 mais bem valorizados ficou em R$ 11.500,00, e o preço dos 10 animais menos valorizados tiveram uma média de R$ 4.840,00. “Isso nos mostra que o trabalho de suplementação proporcionou uma melhor valorização dos animais com menos destaque (animais com menos valor agregado) quando comparamos aos animais do ano anterior”, explica Augusto.

“Estou muito satisfeito porque é uma demonstração de que o mercado está cada vez mais seletivo reconhecendo animais provados. Além do fortalecimento do teste de desempenho e da credibilidade da Embrapa, o trabalho nutricional desenvolvido nessa edição foi um diferencial para o aumento de peso”, declara o pecuarista Bruno Mario Toldi, que ofertou o maior lote do leilão: o reprodutor UAÇU BMT, que teve 50% arrematado por R$ 20 mil.

O pecuarista Helio José de Moraes, com fazendas em Barra do Garça (MT), Nova Crixás (GO) e Ituiutaba (MG), que utiliza os suplementos da Minerthal há 32 anos e que é proprietário do animal mais bem avaliado no Teste de Desempenho de Touros Jovens de 2008, conhece na prática o resultado da suplementação de precisão, conceito desenvolvida pela Minerthal, que leva em consideração os diversos fatores que podem influenciar as exigências nutricionais dos bovinos. Três de seus animais participaram com destaque dessa edição do leilão da Embrapa.

A zootecnista da Agroandorinha, Fabíola Viana considerou excelente o desempenho dos animais da empresa no teste e no leilão, especialmente no diz respeito ao ganho de peso verificado. Para ela, as perspectivas para a próximo teste de desempenho são extremamente positivas.

“Além da genética, grande parte do excelente desempenho dos animais selecionados para o leilão deve-se à suplementação mineral específica que receberam. Credito esse trabalho à Minerthal que aceitou o desafio para fazer esse trabalho diferenciado e inovador conosco”, conclui o coordenador de pecuária do PILP – Embrapa, Cláudio Magnabosco

Mais informações: www.minerthal.com.br e http://www.cnpaf.embrapa.br/

Para mais informações, favor contatar a assessoria de imprensa da Minerthal
Attuale Comunicação – Tel. (11) 4022-6824 / mariele@attualecomunicacao.com.br

Posted in: Releases

Leave a Comment: (0) →